segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Quem namora


"Quem namora agrada a Deus.
Namorar é a forma bonita de viver um amor.
Namora, quem lê nos olhos e sente no coração as vontades saborosas do outro.

Namora, quem se embeleza em estado de amor A pele melhora, o olhar com brilho de manhã. Namora, quem suspira, quem não sabe esperar, mas espera, quem se sacode de taquicardia e timidez diante da paixão, quem ri por bobagem, quem entra em estado de música, quem sente frios e calores nas horas menos recomendáveis.

Namorados que se prezam têm a sua música. E não temem se derreter quando ela toca. Ou, se o namoro acabou, nunca mais dela se esquecem.Namorados que se prezam gostam de beijo, suspiro, morderem o mesmo pastel, dividir a empada, beber no mesmo copo.

Apreciam ternurinhas que matam de vergonha fora do namoro ou lhes parecem ridículas nos outros.Por falar em beijo, só namora quem beija de mil maneiras e sabe cada pedaço e gostinho da boca amada.

Beijo de roçar, beijo fundo, inteirão, os molhados, os de língua, beijo na testa, beijo livre como o pensamento, beijo na hora certa e no lugar desejado. Sem medo nem preconceito. Beijo na face, na nuca e aquele especial atrás da orelha no lugar que só ele ou ela conhece.Namora, quem começa a ver muito mais no mesmo lugar que sempre viu e jamais reparou. Flores, árvores, a santidade, o perdão, Deus, tudo fica mais fácil para quem sabe de verdade o que é namorar.

Por isso só namora quem se descobre dono de um lindo amor, tecido do melhor de si mesmo e do outro.

Só namora quem não precisa explicar, quem já começa a falar pelo fim, quem consegue manifestar com clareza e facilidade tudo o que fora do namoro é complicado.

Namora, quem diz: "Precisamos muito conversar"; e quem é capaz de perder tempo, muito tempo, com a mais útil das inutilidades e pensar no ser amado, degustar cada momento vivido e recordar palavras, fotos e carícias com uma vontade doida de estourar o tempo e embebedar-se de flores astrais.

Namora, quem fala da infância e da fazenda das férias, quem aguarda com aflição, o telefone tocar e dá um salto para atendê-lo antes mesmo do primeiro trim.

Namora quem namora, quem à toa chora, quem rememora, quem comemora datas que o outro esqueceu. Namora quem é bom, quem gosta da vida, de nuvem, de rio gelado e de parque de diversões. Namora quem sonha, quem teima, quem vive morrendo de amor e quem morre vivendo de amar".

Aquariana nata *__*


Sou uma aquariana nata. Sempre me vejo envolvida em situações que caracterizam bem o signo de ar. Foi num momento recente que me vi obrigada a postar algo sobre o signo que me descreve tão bem. Fui pro google, meu amigo infalível, onde encontrei algumas informações imprescindíveis pra melhor me compreender. Vai lá:

A mulher aquariana é de acentuada beleza e especial magnetismo, nunca passa desapercebida.

Urano dá um especial encanto ao seu olhar, que é profundo e impactante. Sé há um planeta instável e explosivo, esse é Urano, de tal modo que assim será o caráter de sua nativa, tão diversa, atrativa e misteriosa, que parece ser várias mulheres em uma só. Ademais, Urano é a oitava superior de Vênus; assim, pois, o amor não só vai para mais além do idealismo, senão que definitivamente, sobrepassando o centro emocional, se torna bem controlado.
Sua constante mobilidade está muito longe da banalidade: acerca-se mais de uma constante inquietude.

A mulher de Aquário insiste em ser livre. Porém, quem aceitar seu amor dentro destes limites, terá sua eterna devoção.
Como todo aquariano, ela pode alimentar um temor de que o desejo por uma pessoa possa aprisionar seu espírito e a impeça de ser leal ao seu único grande amor: a liberdade. Liberdade para experimentar, descobrir e ampliar sua visão do mundo.

O Aquário é o signo do futuro, das novas descobertas e dos gênios que mudaram a humanidade. E sem essa liberdade para vasculhar as coisas em busca de novos conhecimentos, este signo não é nada. Por isso que a aquariana costuma viver no futuro, onde as coisas ainda estão para acontecer. Na verdade, elas se antecipam à época em que vivem. Muitos astrólogos dizem que daqui uns cinqüenta anos o mundo pensará como os aquarianos. E deve ser mesmo.

Basta notar que a maioria dos gênios visionários eram de Aquário ou tinham ascendente aquariano. Só para citar alguns exemplos, Galileu foi perseguido por que vivia milênios à frente de sua época, e era de Aquário. Thomas Edson, o inventor da lâmpada foi chamado de maluco tantas vezes, que talvez só perca para Charles Darwin, mais um aquariano, pai da teoria da evolução. Bem, vamos parar por aqui, não vou falar sobre Abraham Lincoln, Francis Bacon ou Franklin Roosevelt, que mesmo em uma cadeira de rodas foi capaz de liderar os EUA na segunda guerra mundial.

Você pode esperar que ela sempre lhe dê uma opinião franca, mas não tentará ensiná-lo como viver. Aliás, se está procurando uma mulher louca pelas paixões, fez a escolha errada. Sim, ela é uma mulher apaixonante, mas se for uma típica mulher de Aquário, a paixão não será seu forte. O problema é que você dificilmente NÃO irá se apaixonar por ela, por seu charme misterioso, seu jeito de meio frio, muitas vezes distante... É, meu caro, esta mulher é muito lógica e ponderada para se impressionar com romances adocicados, declarações de amor ou filmes com finais trágicos, como Romeu e Julieta. Para ela não faz sentido associar paixão com amor.

Ela entende que o amor é harmonia e tranqüilidade, mas evita a paixão por saber que ela pode causar dor e sofrimento. E tem razão, porque quando a aquariana se apaixona fica tão vulnerável... (Na verdade eu fico completamente insandecida quando tô apaixonada, aff...)

Sua mente extremamente lógica acaba entrando em choque com os sentimentos, porque não pode aceitar que alguém chore por amor (mesmo que seja ela). O amor deve causar alegria e sorrisos, jamais lágrimas. Definitivamente, se o seu amor for neurótico não terá muito futuro com esta mulher!

Mas não desanime, porque o amor dessa mulher pode ser fogo puro, intenso e raramente monótono. Meu amigo, um beijo de uma aquariana apaixonada é algo que vale e pena provar. Oh, coisa boa, meu pai!!!

Ela pode amar com muita intensidade, mas não se entrega incondicionalmente a ninguém. Por isso, não estar diante de seus olhos, muitas vezes significa estar fora do pensamento.
A distância raramente faz o coração da mulher de Aquário ficar mais apaixonado. Por isso é muito importante estar sempre presente para que ela não resolva procurar alguém que o substitua.

Se a situação esfria ou se torna intolerável, a índole desta mulher fará com que desapareça da noite para o dia sem olhar para trás.
Ela não gosta das separações ou divórcios, mas para ela não representa o mesmo choque que para outras mulheres mais sentimentais. Por ser muito individualista e ter uma multidão de amigos e pretendentes, a mulher de Aquário não hesita em seguir sozinha, se for preciso.
Sim, ela pode chorar e sofrer, mas irá se recuperar muito mais rápido do que imagina.

Não é comum fazer julgamento ou ter preconceitos
. A aquariana costuma aceitar as pessoas como elas são sem a intenção de querer mudá-las. O fato de adorar novidades e mudanças não quer dizer que tenha que mudar as pessoas. É muito mais fácil ela querer mudar o mundo ou o universo.

Não procure descobrir os pensamentos privados dela. Não é deste jeito que se lida com esta mulher. Ela conservará seus segredos ocultos, e muitas vezes sentirá uma satisfação perversa em confundi-lo. Em geral, ela será fiel aos extremos.

Mas lembre-se: Com uma aquariana mentir é uma coisa, e deixar de contar toda a história é outra coisa.

O instinto de fraternidade na aquariana é tão intenso que muitas vezes ela ficará chocada por ter cometido alguma injustiça. Na maioria, bondosas e tranqüilas por natureza, muitas vezes gostam de desafiar a opinião pública, e secretamente se deliciam em chocar as pessoas mais convencionais com um comportamento mais agressivo e transgressor. Urano faz dela uma rebelde que acha instintivamente todos os velhos hábitos errados, e que o mundo precisa de uma mudança radical.

O que pode parecer chocante e escandaloso para muitas pessoas, para ela pode parecer simplesmente exótico. E o que o mundo pode pensar ser uma grande loucura, pode representar uma nova invenção que mudará os rumos da sociedade. Poucas são as coisas que podem chocar uma aquariana ou deixá-la escandalizada. Esta mulher não costuma ter chiliques ou ataques de histeria, nem gostam de fazer um julgamento sem ter uma boa base sobre o assunto.

O fato de aceitar as novidades, faz dela uma mulher sempre na vanguarda.
Apesar de sempre parecer um pouco desligada do mundo, são capazes de captar as coisas que acontecem ao seu redor como uma tela de radar. Você pode pensar que ela não está prestando nenhuma atenção nas coisas que esta dizendo, que deve estar no mundo da lua imaginando o por quê da existência humana, e, no entanto ela repetirá tudo o que disse no dia seguinte. Isto vai ensina-lo de que o processo que elas tem para colher informações é muito maior que sua famosa distração.

A aquariana acredita no que pode compreender e busca razões até mesmo para as emoções, um campo complicado em sua vida, pois muito distante de seu jeito de encarar a vida. Aquário precisa de espaço para ir e vir, trocando informações, pois é signo de Ar, portanto é sociável. Trata amigavelmente a todos, sem se fiar em ninguém e preza demais sua liberdade, a vida ao ar livre, onde possa exercer sua lógica fria e inovadora, sem estar amarrado às razões afetivas que, ao seu ver, anuviam o julgamento límpido.

Na verdade, tem mais um monte de coisas que podem ser ditas sobre mim, mulher aquariana, mas é melhor parar por aqui mesmo, afinal no "meu infinito particular, você deve se perder ao entrar..."

E o tempo não para...


Hoje, para muitos, parece ser apenas mais um dia entre tantos outros, para mim é tão importante. É um dia mágico, é quando paro para refletir o que tenho feito e o que almejo fazer.
Me bate uma certa melancolia, pelo fato do tempo passar tão depressa, mas é algo suportável. Algo que dificilmente poderia evitar, o máximo que posso fazer é atrasar meu relógio... E mesmo assim como diz Cazuza "O tempo não para".

"A viagem não acaba nunca. Só os viajantes acabam. E mesmo estes podem prolongar-se em memória, em lembrança, em narrativa. Quando o visitante sentou na areia da praia e disse:
“Não há mais o que ver”, saiba que não era assim.
O fim de uma viagem é apenas o começo de outra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na primavera o que se vira no verão, ver de dia o que se viu de noite, com o sol onde primeiramente a chuva caía, ver a seara verde, o fruto maduro, a pedra que mudou de lugar, a sombra que aqui não estava. É preciso voltar aos passos que foram dados, para repetir e para traçar caminhos novos ao lado deles. É preciso recomeçar a viagem. Sempre."


Esta data, 1 de fevereiro, marcou meu nascimento, o dia em que chorei a primeira vez, o dia em que vi a mulher e o homem que me deram a vida.
Ah! São tantas coisas que gostaria de falar hoje e, no entanto, não consigo encontrar as palavras! Essas palavras cruéis que sempre me faltam quando tenho tanto a dizer!
Pois bem, acho que o principal é agradecer, sobretudo a Deus por ter me concedido a vida, depois a minha família por me amar muito, aos amigos e conhecidos... Sou o que sou porque todos que conheço fazem parte de meu mundo!

Obrigada!

É meu aniversário... e agora?


"Listas de convidados, respostas educadas no Orkut ou no Facebook, agendamento de salão ou bar, preparação de um menu especial. Estas atitudes parecem divertidas, mas não para todo mundo. Além da extensa lista de tarefas que uma comemoração exige, fazer aniversário também leva as pessoas a refletir sobre suas vidas e questionar suas prioridades.

“Apesar de gostar de comemorar, no dia do meu aniversário eu fico triste, depressiva”, diz a assessora Mariana Campos. Aos 25 anos, ela diz que a data a faz pensar – de modo não muito positivo – na idade que tem. “Vejo que estou ficando velha e não fiz nada do que devia estar fazendo nessa idade”. Para Valéria Meirelles, psicóloga e organizadora do livro “Mulher do Século XXI ” (Editora Roca), isso se explica pela existência de uma maior punição social para as mulheres que envelhecem, por isso é comum que elas não gostem da data. “Para algumas mulheres, fazer aniversario é morrer um pouco a cada ano”, diz.

Mesmo que se sinta depressiva a cada 12 de janeiro, Mariana ainda gosta de fazer festas. O que não é o caso da gerente de projetos Gabriela Iannaccone, de 26 anos, que quer distância das comemorações de aniversário feitas de forma automática, pouco natural. “Odeio as obrigações sociais pelas quais a gente tem que passar, fazer ou participar. É tudo muito cansativo”, explica. De todos rituais, o “parabéns a você” é o que Gabriela menos gosta “Não suporto cantar parabéns. Acho infantil, desnecessário. Um monte de adulto batendo palmas, depois de 12 anos, não acho que qualquer pessoa faça isso com gosto”, brinca.

Construção cultural

Alejandro Klein, professor do Instituto de Psicologia da USP, define o aniversário como parte de uma “construção cultural” de nossa sociedade. Para Klein, a data é importante para o estabelecimento da biografia, ou seja, da organização de nossa vida em uma ordem cronológica. “Ainda assim, há pessoas que podem sentir que não é importante se comemorar”, afirma.

Para estas pessoas, o pior é sempre como explicar para as outras. Mariana conta que seu primeiro dia no emprego em que está agora foi no seu aniversário do ano passado, e que não quis revelar para ninguém. “Fomos almoçar, e minha mãe ficava me ligando para dar parabéns. Ficava me escondendo, não queria que cantassem parabéns para mim no meio do restaurante. Não tinha nada a ver naquele momento”, relembra. Já Gabriela ousou mais e ficou incomunicável no seu aniversário de 24 anos: não foi para a faculdade e desligou o celular. No outro dia, ela descobriu que seus amigos estavam bastante magoados com ela. “Eles me chamaram de egoísta e arrogante. Mas eu simplesmente não estava a fim de comemorar naquele ano”.

Para Valéria Meirelles, a forma que a pessoa encara o aniversário está ligado à maneira como ela vê sua própria vida. Suzana Rocha Medeiros, coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas do Envelhecimento da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, não concorda. Aos 84 anos de idade, Suzana diz que gosta muito de sua vida, mas prefere passar a data viajando sozinha. Klein explica que é importante que cada pessoa eleja a maneira que mais gosta de encarar o aniversário, já que a comemoração deveria ser individual “A sociedade apresenta uma pressão muito forte para que se façam todas as coisas de um modo semelhante. Por sorte, existe a diversidade”, completa."

Namoro.


O melhor do namoro, claro, é o ridículo. Vocês dois no telefone:
— Desliga você.
— Não, desliga você.
— Você.
— Você.
— Então vamos desligar juntos.
— Tá. Conta até três.
— Um... Dois... Dois e meio...
Ridículo agora, porque na hora não era não. Na hora nem os apelidos secretos que vocês tinham um para o outro, lembra?, eram ridículos. Ronron. Suzuca. Alcizanzão. Surusuzuca. Gongonha. (Gongonha!) Mamosa. Purupupuca...
Não havia coisa melhor do que passar tardes inteiras num sofá, olho no olho, dizendo:
— As dondozeira ama os dondozeiro?
— Ama.
— Mas os dondozeiro ama as dondozeira mais do que as dondozeira ama os dondozeiro.
— Na-na-não. As dondozeira ama os dondozeiro mais do que etc.
E, entremeando o diálogo, longos beijos, profundos beijos, beijos mais do que de língua, beijos de amígdalas, beijos catetéricos. Tardes inteiras. Confesse: ridículo só porque nunca mais.
Depois do ridículo, o melhor do namoro são as brigas. Quem diz que nunca, como quem não quer nada, arquitetou um encontro casual com a ex ou o ex só para ver se ela ou ele está com alguém, ou para fingir que não vê, ou para ver e ignorar, ou para dar um abano amistoso querendo dizer que ela ou ele agora significa tão pouco que podem até ser amigos, está mentindo. Ah, está mentindo.
E melhor do que as brigas são as reconciliações. Beijos ainda mais profundos, apelidos ainda mais lamentáveis, vistos de longe. A gente brigava mesmo era para se reconciliar depois, lembra?
Oito entre dez namorados transam pela primeira vez fazendo as pazes. Não estou inventando. O IBGE tem as estatísticas.




"Não, eu não ia beijá-lo, mas não pude evitar!
Ele se aproximou de mim, me puxou com brutalidade de encontro ao seu corpo (e que corpo!), comprimiu sua masculinidade em mim e disse que não suportava mais ficar longe, que não queria mais apenas sentir meu cheiro, nem olhar o brilho do sol em meus cabelos, e muito menos ver meus lábios inclinados em um sorriso e não poder beijá-los.
Fiquei louca com seu peito nu e o odor de suor que exalava de seu corpo.
Não sei como fomos parar no chão, minhas pernas bambas não se sustentavam em pé. Eu estava sobre ele e foi simplesmente a melhor coisa que aconteceu, mesmo sendo inexplicável. Se pararmos para perceber, as melhores e inesquecíveis coisas acontecem inexplicavelmente.
Nos completamos, nos encaixamos tão bem... Não entendo como um momento de fraqueza poderia proporcionar algo tão bom...
Quando nossos corpos descansavam (após a grande batalha de sentimentos), um ao lado do outro, a respiração voltava ao normal, o coração batia mais compassadamente; minha mente vagava:
Como eu pude me deixar levar pelos impulsos? Eu não podia acreditar no que tinha acabado de acontecer, eu simplesmente não suportava aquele cara e de repente estava nos braços dele. Será que eu não o suportava ou não suportava a mim mesma por ter deixado falar mais alto meus sentimentos?
Foi quando ele se virou para mim com aquele sorriso com covinhas de lado (que eu acho totalmente perfeito e sexy), e disse que não importa se eu queria ou não ficar com ele, ele ficaria comigo de qualquer jeito.
Foi uma declaração de amor meio tosca, mas eu soube nesse exato momento que aquele homem me amava e que Eu o amava também, e caso ele não tivesse dito que ficaria comigo, eu teria dito isso a ele. "

...me faz tão bem :]


"O Amor é finalmente
Um embaraço de pernas,
Uma união de barrigas,
Um breve tremor de artérias,
Uma confusão de bocas,
Uma batalha de veias,
Um rebuliço de ancas,
Quem diz outra coisa é besta."

Em busca da felicidade.


"Ele dizia que me amava, mas que espécie de amor é esse que só machuca, só faz sofrer?! Um amor que não sabe se quer partir ou se quer ficar, merece ser vivido? Com a intensidade que me entreguei a esta loucura só posso estar destinada ao sofrimento. Só que eu não sou Cristo, não sou capaz de sofrer tanto por amor. Um dia eu irei desistir, me mudarei para Paris, me entregarei a arte e esquecerei as paixões que me fizeram sofrer. Vou deixar de lado esse lance de amar quem não me ama, é perda de tempo!

Dois anos depois...
Aqui estou eu com a cabeça atolada no travesseiro encharcado de lágrima e prometendo nunca mais amar... Até quando essa promessa vai durar? Até vir um outro homem por quem eu me apaixone... Este ciclo é desgastante, mas é acima de tudo viciante.
Vou mudar para a Itália, vou comer massa, vou engordar... Quero mudar! Chega de ser aparência, se é aparência que eles procuram, não a verão mais em mim... Serei essência, a essência que ninguém nunca quis enxergar porque apenas se deslumbrava com a minha beleza.

Um ano depois...
Lágrimas. Parece que elas me perseguem! Mas talvez a culpa não seja do amor, talvez a culpa seja minha (detesto esse meu masoquismo barato!): sou eu quem escolho as pessoas erradas... Ou será que todos são errados para mim?
Não importa, não vou me mudar, vou fazer regime, não vou me entregar a arte,
vou tentar ser feliz!!!!!

Seis meses depois...
Elas insistem em tocar o chão, lágrimas que brilham igual a esta pedra de cristal que esta no meu dedo. Quero morrer de chorar, lágrimas de alegria!
Ele disse que me amava e que queria casar comigo, que seriamos felizes custe o que custar, que não importa o que passei, tudo seria diferente.

Depois de Casada...
Agora vejo que o amor é uma benção quando se encontra a pessoa certa. Mas quem é a pessoa certa? Como encontrá-la? É relativo, mas tem algo fundamental... Não adianta fugir do sofrimento e fingir ser feliz, não importa a aparência (feio ou bonito, a felicidade é para todos), o que importa é a essência e se amar... Precisamos valorizar o que temos por dentro, assim fica mais fácil os outros enxergarem e amarem o que realmente somos."

"- Se eu tivesse de escolher alguém, qualquer um, para ficar perdida num planeta deserto seria você – sussurro. O sol entre nós ardeu mais quente. – Sempre quero estar com você. E não só para... e não só para conversar. Quando você me toca... – Ouso deixar meus dedos roçarem lentamente a pele macia de seu braço e sinto chamas fluírem das suas pontas agora. Os braços dele se apertam à minha volta. Será que ele sente o fogo? – Não quero que pare. – Quero ser mais exata, mas não consigo encontrar as palavras. Tudo bem. Já fiz bobagem suficiente admitindo o que admiti. – Se você não se sente do mesmo modo, eu compreendo. Vai ver não é o mesmo para você. Tudo bem. – Mentiras.
- Oh, Mel! – suspira ele em meu ouvido, puxando meu rosto para encontrar-se com o dele. "


"[...]Houve uma época em que eu pensava que era preciso de muito tempo e atos grandiosos para a gente ser feliz. Hoje, quem sabe apenas hoje, vejo que uma hora, ao lado de quem se quer muito, faz valer a semana, o mês... Quisera eu poder guardar esses momentos numa caixinha e abrir sempre que sentisse vontade. Como não é possível, ficam inscritos na memória - da pele e na outra. "


(Cadernos de Luísa, Vanessa Souza Moraes)

Homens que somem...


“Os homens que sumiam semanas seguidas e depois reapareciam costumavam me confundir. Agora sei que ou eles estavam fugindo da intimidade ou perseguindo outras mulheres... o que, é claro, vem a dar na mesma.”

(Erica Jong in: O vício da paixão. Ed. Círculo do Livro, p. 252)

domingo, 30 de janeiro de 2011


No fim destes dias encontrar você que me sorri, que me abre os braços, que me abençoa e passa a mão na minha cara marcada, na minha cabeça confusa, que me olha no olho e me permite mergulhar no fundo quente da curva do teu ombro. Mergulho no cheiro que não defino, você me embala dentro dos seus braços e você me beija e você me aperta e você me aquieta repetindo que está tudo bem, tudo, tudo bem.

Sentir-se amado.


"O cara diz que te ama, então tá. Ele te ama. Sua mulher diz que te ama, então assunto encerrado. . .
Você sabe que é amado porque lhe disseram isso, as três palavrinhas mágicas. Mas saber-se amado é uma coisa, sentir-se amado é outra, uma diferença de milhas, um espaço enorme para a angústia instalar-se.
.
A demonstração de amor requer mais do que beijos, sexo e verbalização, apesar de não sonharmos com outra coisa: se o cara beija, transa e diz que me ama, tenha a santa paciência, vou querer que ele faça pacto de sangue também?
.
Pactos. Acho que é isso. Não de sangue nem de nada que se possa ver e tocar.
É um pacto silencioso que tem a força de manter as coisas enraizadas, um pacto de eternidade, mesmo que o destino um dia venha a dividir o caminho dos dois.
.
Sentir-se amado é sentir que a pessoa tem interesse real na sua vida, que zela pela sua felicidade, que se preocupa quando as coisas não estão dando certo, que sugere caminhos para melhorar, que coloca-se a postos para ouvir suas dúvidas e que dá uma sacudida em você, caso você esteja delirando. "Não seja tão severa consigo mesma, relaxe um pouco. Vou te trazer um cálice de vinho".
.
Sentir-se amado é ver que ela lembra de coisas que você contou dois anos atrás, é vê-la tentar reconciliar você com seu pai, é ver como ela fica triste quando você está triste e como sorri com delicadeza quando diz que você está fazendo uma tempestade em copo d´água. "Lembra que quando eu passei por isso você disse que eu estava dramatizando? Então, chegou sua vez de simplificar as coisas. Vem aqui, tira este sapato."
.
Sentem-se amados aqueles que perdoam um ao outro e que não transformam a mágoa em munição na hora da discussão. Sente-se amado aquele que se sente aceito, que se sente bem-vindo, que se sente inteiro. Sente-se amado aquele que tem sua solidão respeitada, aquele que sabe que não existe assunto proibido, que tudo pode ser dito e compreendido. Sente-se amado quem se sente seguro para ser exatamente como é, sem inventar um personagem para a relação, pois personagem nenhum se sustenta muito tempo. Sente-se amado quem não ofega, mas suspira; quem não levanta a voz, mas fala; quem não concorda, mas escuta.
.
Agora sente-se e escute: eu te amo não diz tudo."

"Durante a era glacial muitos animais morriam por causa do frio. Os porcos-espinhos, percebendo esta situação, resolveram se juntar em grupos, assim se agasalhavam e se protegiam mutuamente. Mas os espinhos de cada um feriam os companheiros mais próximos, justamente os que forneciam calor. E, por isso, tornavam a se afastar uns dos outros. Voltaram a morrer congelados e precisavam fazer uma escolha: Desapareceriam da face da Terra ou aceitavam os espinhos do semelhante. Com sabedoria, decidiram voltar e ficar juntos. Aprenderam assim a conviver com as pequenas feridas que uma relação muito próxima podia causar, já que o mais importante era o calor do outro. O melhor relacionamento não é aquele que une pessoas perfeitas, mas aquele onde cada um aceita os defeitos do outro e consegue perdão pelos próprios defeitos."

Gostar, se apaixonar e amar- consiste em que?


Bom, como você já deve imaginar, são três situações extremamente diferentes.


Gostar de alguém é o sentimento básico. Eu gosto daquela pessoa, eu gosto de um primo, eu gosto de uma amiga, eu gosto do meu cachorro. Gostar é sentir afeição, carinho, ter prazer em ficar junto. Mas é um sentimento muito vago, amplo. É básico: ou você gosta ou não gosta. Funciona com as pessoas do mesmo jeito que funciona com os seus presentes de Natal.
Estar apaixonada é um passo acima de gostar. Na verdade, são muitos passos. A paixão é aquela coisa fumegante e efêmera, que vem com tudo e vai embora do nada, sem você ao menos perceber. Quer um exemplo? O garoto do colégio. Sabe quando você fica doidinha por um menino e, quando consegue, o fogo abaixa? Então, é exatamente isso que acontece quando você está apaixonada. A relação pode durar um tempo e até vir a se tornar amor. Mas o que caracteriza a paixão é a força e o tempo.


O amor é um dos sentimentos mais complexos que existe no mundo. Ele não é que nem a paixão, que pode durar uma noite ou alguns dias. O amor é aquela coisa estranha que chega e te prende pra sempre, que faz você passar anos ao lado de uma pessoa simplesmente por ela existir, é quando você fica feliz por qualquer ato que o outro realiza, qualquer avanço, quando o coração fica maluco só de saber que você irá ver quem gosta em instantes, quando você acorda pensando na roupa que irá usar para ver o seu amado, quando você fica disposto a passar a vida inteira ao lado de alguém.
Muita gente desvaloriza demais o amor e faz com que ele pareça um sentimento bobo. Eu acredito que a gente só sabe que está amando quando a gente vive.

Casal sem vergonha


A minha vida é um mar de rosas
Em tua companhia
Brigamos mil vezes ao dia
Mas depois das brigas
Retorna a harmonia
Às vezes ela é dengosa
Às vezes é bicho de peçonha

Sem vergonha
Somos um casal sem vergonha
Nós brigamos por ciúmes
Costumes, queixumes ou coisas banais...
...Brigamos quando sou bravo
Brigamos até quando banco o pamonha

Às vezes ela provoca
E às vezes sou eu o provocador
Quando fazemos as pazes
Nós somos os azes na arte do amor

Não, não dê mais tantas voltas não...

Foi a primeira vez em três meses que quis nunca ter te conhecido. você não faz ideia com quem está se metendo meu caro. eu tenho experiência nesse ramo do limbo.

eu sei que esse texto não vai te atingir, até porque nada te atinge, é inacreditável, o quão forte você é.

sabe eu, eu não sinto nada têm algumas horas. não sentir nada é o pior e o melhor "sentimento" que se pode ter em relação a algo, ou alguém.

você é um cara legal. é inteligente. é culto! mas você não sabe usar isso para seu próprio benefício, e isso te torna burro. te torna incapaz, petulante. eu não quero me orgulhar de você. não é para isso que eu estou aqui. eu quero te fazer enxergar que assim você nunca vai conseguir amar alguém. você pensa que todos precisam de uma chance, e que você dá as chances. você se engana tão fácil. dê uma chance para si e veja o que consegue fazer com isso.

quando eu deixei de gostar de você? desde quanto você começou a se vangloriar da sua autoconfiança, que – todo mundo sabe que – na verdade é insegurança. busque encontrar tudo que eu não podia te oferecer. busque alguém com mais paciência, porque já me esgotou a que eu tinha. eu nunca desejo o mau no final de todos meus textos, acho que isso volta para gente.

tenho pensado em fugir todos os dias desde que chegou novembro, em como esse mundo nos prega peças. tudo que me desejar te desejo em dobro. cuida desse eu dentro de você! se apaixone por você.

porque ser convencido é fácil demais, difícil é se amar.




E te espero, e te curto... todos os dias!

"Uma pessoa, quando tá longe, vive coisas que não te comunica, e tu, aqui, vive coisas que não a comunica. Então, vocês vão se distanciando e, quando vocês se encontrarem, vocês vão se falar assim: oi, tudo bom e tal, como é que vão as coisas? E aí ele vai te falar, por cima, de tudo que ele viveu, e, não sei, vai ser uma proximidade distante. Não adianta, no momento que as pessoas se afastam, elas estão irremediavelmente perdidas uma da outra."

"Que te dizer? que te esperarei um dia na rodoviária, num aeroporto, que te acredito, que consegues mexer dentro-dentro de mim? É tão pouco. Não te preocupa. O que acontece é sempre natural - se a gente tiver que se encontrar, aqui ou na China, a gente se encontra. Penso em você principalmente como minha possibilidade de paz - a única que pintou até agora, “nesta minha vida de retinas fatigadas”. E te espero. E te curto todos os dias. E te gosto. Muito."
Que nunca esse amor que nos consome
Vá embora ou se acabe...
Pois ele é a razão dessa felicidade que não tem mais fim...
Mudou a minha vida da água pro vinho e isso você sabe...
Não sei o que seria se você não estivesse perto de mim...
E se alguém pergunta se assim eu realmente sou feliz,
Isso é tudo que eu quis
Foi a escolha que eu fiz!

Ficar com você,
Foi a maior graça que eu podia receber,
Quero pra sempre te ter!
E tem que ser assim,
Não consigo imaginar você longe de mim,
Meu corpo sente você!

Sinto sua falta cada vez que não está comigo ...
Eu nunca pensei que um dia eu fosse
Ficar apaixonada assim por você,
O importante é que estou aqui e posso te ver,
Quando quiser meu homem,
Pro que der e vier,
No meu sonho só tem espaço pra nós dois,
O resto eu não quero nem saber,
Eu deixo pra depois!!!

sábado, 29 de janeiro de 2011


Há um brilho de faca
Onde o amor vier
E ninguém tem o mapa
Da alma do homem
Ninguém sai
Com o coração sem sangrar
Ao tentar revelar
Um ser maravilhoso
Entre a Serpente
E a Estrela
Um grande amor do passado
Se transforma em aversão
E os dois lado a lado
Corroem o coração
Não existe saudade
Mais cortante
Que a de um
Grande amor ausente
Dura feito um diamante
Corta a ilusão da gente
Toco a vida prá frente
Fingindo não sofrer
Mas o peito dormente ...

"Aquilo que se faz por amor está sempre além do bem e do mal. "

Eu lembro...


"E mesmo sem te ver
Acho até que estou indo bem
Só apareço, por assim dizer
Quando convém aparecer
Ou quando quero
Quando quero
Desenho toda a calçada
Acaba o giz, tem tijolo de construção
Eu rabisco o sol que a chuva apagou
Quero que saibas que me lembro
Queria até que pudesses me ver
És parte ainda do que me faz forte
E, pra ser honesto,
Só um pouquinho infeliz
Mas tudo bem
Tudo bem, tudo bem
Lá vem, lá vem, lá vem
De novo:
Acho que estou gostando de alguém
E é de ti que não me esquecerei"

"Essa saudade eu sei de cor..."

"Algumas pessoas se destacam para nós (...) Não importa quando as encontramos no nosso caminho. Parece que estão na nossa vida desde sempre e que mesmo depois dela permanecerão conosco. É tão rico compartilhar a jornada com elas que nos surpreende lembrar de que houve um tempo em que ainda não sabíamos que existiam. É até possível que tenhamos sentido saudade mesmo antes de conhecê-las. O que sentimos vibra além dos papéis, das afinidades, da roupa de gente que usam. Transcende a forma. Remete à essência. Toca o que a gente não vê. O que não passa. O que é (...) Com elas, o coração da gente descansa. Nós nos sentimos em casa, descalços, vestidos de nós mesmos. O afeto flui com facilidade rara. Somos aceitos, amados, bem-vindos, quando o tempo é de sol e quando o tempo é de chuva. Na expressão das nossas virtudes e na revelação das nossas limitações. Com elas, experimentamos mais nitidamente a dádiva da troca nesse longo caminho de aprendizado do amor."


"Coisa rara e bonita é a gente poder se comunicar por meio da alma, sem que palavra alguma necessariamente aconteça."

É dando amor, que se recebe amor.


"Acredito que a natureza humana é essencialmente amorosa e que quando não demonstramos isso é porque há nuvens muito espessas escondendo o nosso sol. Nuvens de medo, dor, raiva, confusão. Mas o sol está lá, preservado, o tempo todo. Em algumas pessoas, mais do que em outras, parece que as nuvens demoram muito tempo a se dissipar, é verdade. Às vezes, podem até não dissipar durante uma vida inteira, é verdade também. Mas, à medida em que começamos a abrir o nosso coração, é inevitável não sentir que ser amáveis e cuidadosos uns com os outros não é um favor, uma concessão. Inevitável não sentir que o gostinho bom de dar amor é tão saboroso quanto o de
recebê-lo."

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Parentesco da alma


"Mais tarde eu saberia que certas experiências se partilham -
até mesmo sem palavras – só com gente da mesma raça.
O que não significa nem cor nem formato de olho
nem tipo de cabelo,
mas o indefinível parentesco da alma."

Procurai o bem, não importa em quem ;]


"O que as criaturas desejam é encorajamento. Não se deve censurar sistematicamente os defeitos de alguém, mas apelar para suas virtudes. Ao tentar afastar uma alma do mal caminho, deve-se descobrir e fortalecer o melhor da sua índole, o lado bom que ainda não aflorou. A influência que o bom caráter exerce é contagiosa e pode revolucionar uma vida inteira... Todas as criaturas irradiam o que pensam e o que trazem no coração (...) Quem procura o mal, certamente o encontrará. Mas quando se procura o bem na esperança de encontrá-lo, logo o bem aparecerá..."

As sete formas do amor

"As sete formas de amor nada mais são do que a combinação de três pilares: Intimidade, Paixão, Compromisso. Durante o amadurecimento de um relacionamento esses três pilares aparecem em maior ou menor grau."

Essas formas de amor estão baseadas na teoria criada pelo psicólogo Robert Sternberg conhecida por Teoria Triangular do Amor. De acordo com o autor, um relacionamento baseado em um único elemento tem menos chances de sobreviver do que um baseado em dois ou mais.

Amizade: caracteriza as amizades verdadeiras e profundas na qual uma pessoa sente-se muito bem, próxima e intensa a outra, mas sem paixão intensa ou comprometimento a longo prazo.

Paixão: é conhecido como o “amor à primeira vista”, algo intenso, mágico, que parece único. O grande problema é que sem os componentes de intimidade e de compromisso do amor,
a paixão pode desaparecer de repente, tão rápido quando apareceu.

Amor Vazio
: pode ser encontrado em casamentos arranjados, por exemplo, nos quais os relacionamentos começam normalmente com o amor vazio, ou seja, não há paixão, nem intimidade. Apenas compromisso. Mas também podem ocorrer casos em que um amor muito forte se deteriora, mantendo o compromisso, mas perdendo a intimidade e a paixão.

Amor Romântico: nesse caso, os amantes estão ligados emocionalmente como na amizade, possuem intimidade, e fisicamente com uma paixão explosiva.

Amor Companheiro: é o sentimento puro que existe em relações familiares, em amizades profundas ou nos relacionamentos longos sem interesse sexual. Mas esse tipo de amor pode aparecer também em uniões onde a paixão acabou, não há mais desejo sexual, apenas um compartilhamento da vida.

Amor Instintivo: é o amor carnal. Existe um compromisso motivado pela paixão, mas sem intimidade.

Amor Verdadeiro: essa é a base do relacionamento ideal, que muitas pessoas buscam, mas poucas são capazes de encontrar. O autor da teoria adverte que no amor verdadeiro é mais difícil a manutenção do que o encontro propriamente dito. Ele reforça a importância de traduzir os componentes do amor em ação. “Sem expressão, mesmo o maior dos amores pode morrer”. Este amor tem que ser trabalhado, porque pode não durar para sempre. Por exemplo, se acabar a paixão, esse amor se tornará um amor companheiro.





quinta-feira, 27 de janeiro de 2011


Ando respirando, sem culpa e sem peso, ar puro[...]Fico feliz ao me olhar no espelho e me enxergar(assim) diferente, inteira e sentindo paz. Sim, às vezes questiono se em mim há estilhaços do que passou. Talvez alguns pedaços.

Sinto que estou aos poucos trocando o que me deixava pesada e cinza, por sonhos que me fazem voar alto e leve. Tá certo que algumas coisas precisam ser organizadas (casa, quarto e coração)[...]
eu sigo deixando pra trás o chão pisado...ao menos tentando deixar.


Que Jah te guie...


Vai guerreiro para luta mas
Não esquece o amor
A vida fica mais dura se
Persistir na dor

Não adianta chorar pelo passado
O que passou passou
E por pior que foi a prova
a vida não parou

Fostes feito guerreiro e não foi em vão
Mantenha a luta, a fé, pois dias melhores virão

Que Jah te guie e te proteja de todo o mal

Olhe e veja a vitória do irmão
Como a vitória para você
Não pense que tudo acontece sem razão
Quem tem, trabalhou para ter

De que vale a glória se você
Não tem um alicerce forte para te sustentar?
Se sua vitória se baseia no que outro pode criar

Você pode vencer por você
Você pode conquistar
Será feita tua vontade
Pois sempre abençoado será.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Sinto sua falta e ninguém pode ver :/


Porque mesmo na saudade você não está ausente. Hoje eu acordei e tive a sensação de ter escutado sua voz chamar pelo meu nome. Hoje liguei a tv e passava um filme que contava a nossa história. O ator assim como você tinha um furinho no queixo, uma cicatriz no rosto e aquele seu jeitinho de passar a mão no cabelo. Hoje estava ouvindo o rádio, e naquele momento recordações, acredita que tocou a nossa música?! Hoje eu abri a janela e a manhã se parecia com aquele tempo em que nos víamos todos os dias. Hoje eu estava de bobeira lendo um livro, nele a personagem fala frases como as minhas, e o encanto dela tinha o mesmo nome que o seu. Hoje encontrei aquele seu melhor amigo e ele descontroladamente só me falava sobre você. De novidade, só me surgiu um romance, e ele inocentemente insiste em me chamar pelo nome todo, como só você costumava fazer , e toda vez que ele dessa forma tão sua, me chama, percorro meus olhos rapidamente por todo ambiente para assegurar que você não surgirá diante de mim de repente. Seu time de coração joga todos os dias. Encontrei com sua mãe na padaria. Meu primo passou no vestibular exatamente naquele curso que você tanto queria. No meu trabalho, um colega usa o teu perfume e isso me traz uma nostalgia. Encontrei por acaso uma carta sua, nela você finalizava dizendo assim : "me desculpa, eu amo você!" Incrível! Me desculpa também? É que eu ainda amo você! Não se preocupa, não foi nada. Hoje me deu aquela saudade de você.
-
"E eu trouxe até mim a misteriosa essência do teu abandono desordenado. E eu não te quero ter porque em meu ser tudo estaria terminado. Quero só que surjas em mim, como a fé nos desesperados ". Vinicius de Moraes.
-

E mais uma vez alguém sofre e chora. Por que será que pra ser feliz no amor a gente precisa chorar primeiro? Eu sei que toda experiência é válida, mas algumas delas são insuperáveis. Todos aqueles momentos maravilhosos, todas aquelas descobertas, tanta coisa gostosa compartilhada, tantos sonhos construídos, tantos beijos doados, aquelas promessas feitas, sonhos realizados, abraços de saudade, o desejo - a explosão do amor, os dedos entrelaçados, o silêncio que dizia tudo, os olhares que sempre se encontravam, a voz reconhecida e aquecedora, o calor escolhido, o conforto do corpo amado, aquela doce felicidade de pessoa amada.
Nenhuma mulher merece se sentir rejeitada. Se sentir desmerecedora de um sentimento é algo que nos faz sentir pequenas, descartáveis, substituíveis. Logo nós, que fomos feitas para seduzir, pra despertar amor, fazer paixão. Se todo homem soubesse o potencial do coração de uma mulher, iria querer viver só pra isso- despertar o amor de uma única mulher e ser feliz como nunca imaginou ser. Por que alguns deles querem tão pouco, quando oferecemos tudo? Homens bobos, homens tolos, homens despreparados.

Sábios costumam dizer que certas coisas se vão para dar lugar a outras. E assim todas nós torcemos, que toda dor de hoje seja a alegria de amanhã. Que toda lágrima de agora seja a gargalhada futura. Que tudo que nos foi negado, seja a nós oferecido. Que toda falta de auto-estima se transforme em puro charme, em puro encanto, em mega beleza. E que todo coração partido de hoje, seja o coração cheio de amor de amanhã!
"A maior covardia de um homem é despertar o amor de uma mulher sem ter intenção de amá-la." ( Bob Marley)

"É verdade, eu o amava. Não com esse amor de carne, de querer tocá-lo, possuí-lo e saber coisas de dentro dele. Era um amor diferente, quase assim feito uma segurança de sabê-lo sempre ali."

Mentiras...tolas mentiras ¬¬


Existem pessoas que tem o poder de mentir. Cada um nasce com um dom, um talento, uma predisposição a ser bom em determinada coisa. Mas existem pessoas que tem o dom de mentir. Claro que tem aqueles que não sabem como agir, não sabem aonde enfiam as mãos, pra onde olhar e até gaguejam... Mas existem umas pessoas que mentem tão bem que até elas acreditam na sua própria mentira. A mentira contada inúmeras vezes vira uma convicção - já dizia Nietzsche; e as convicções são bem mais perigosas do que a verdade. A mentira faz parte do homem; não existe aquele que não precisou mentir num determinado momento, num determinado lugar, com uma pessoa determinada. Mas são essas as chamadas mentiras inocentes, que não afetam ninguém a sua volta, nem a você.
Mas existem mentiras contadas por umas pessoas que influenciam diretamente na vida daqueles que a rodeiam, pois fazem as pessoas acreditarem cegamente que conhecem aquele ser, e as vezes até põem a mão no fogo por ele. Não existe nada pior do que você perceber que estava errada sobre o seu conceito em relação a alguém... isso é o que chamamos de decepção. Então, antes que você comece a contar uma mentira, e depois ter que formular dezenas outras para sustenta-la, pense no constrangimento e na decepção que você fará às pessoas que estão a sua volta, e que confiam tanto naquilo que você diz.
“Mentir? Que nada, o problema não é a mentira. O problema é descobrir a verdade.”

AMOR É PROSA, SEXO É POESIA


Sábado, fui andar na praia em busca de inspiração para meu artigo de jornal. Encontro duas amigas no calçadão do Leblon:
- Teu artigo sobre amor deu o maior auê... – me diz uma delas.
- Aquele das mulheres raspadinhas também... Aliás, que você tem contra as mulheres que barbeiam as partes? – questiona a outra.
- Nada... – respondo. – Acho lindo, mas não consigo deixar de ver ali nas partes dessas moças um bigodinho sexy... não consigo evitar... Penso no bigodinho do Hitler, do Sarney... Lembram um sarneyzinho vertical nas modelos nuas... Por isso, acho que vou escrever ainda sobre sexo...
Uma delas (solteira e lírica) me diz:
- Sexo e amor são a mesma coisa...
A outra (casada e prática) retruca:
- Não são a mesma coisa não...
Sim, não, sim, não, nasceu a doce polêmica ali à beira-mar. Continuei meu cooper e deixei as duas lindas discutindo e bebendo água-de-coco. E resolvi escrever sobre essa antiga dualidade: sexo e amor. Comecei perguntando a amigos e amigas. Ninguém sabe direito. As duas categorias trepam, tendendo ou para a hipocrisia ou para o cinismo; ninguém sabe onde a galinha e onde o ovo. Percebo que os mais “sutis” defendem o amor, como algo “superior”. Para os mais práticos, sexo é a única coisa concreta. Assim sendo, meto aqui minhas próprias colheres nesta sopa.
O amor tem jardim, cerca, projeto. O sexo invade tudo isso. Sexo é contra a lei.
O amor depende de nosso desejo, é uma construção que criamos. Sexo não depende de nosso desejo; nosso desejo é que é tomado por ele. Ninguém se masturba por amor. Ninguém sofre de tesão. O sexo é um desejo de apaziguar o amor. O amor é uma espécie de gratidão posteriori pelos prazeres do sexo.
O amor vem depois, o sexo vem antes. No amor, perdemos a cabeça, deliberadamente. No sexo, a cabeça nos perde. O amor precisa do pensamento.
No sexo, o pensamento atrapalha; só as fantasias ajudam. O amor sonha com uma grande redenção. O sexo só pensa em proibições: não há fantasias permitidas. O amor é um desejo de atingir a plenitude. Sexo é o desejo de se satisfazer com a finitude. O amor vive da impossibilidade sempre deslizante para a frente. O sexo é um desejo de acabar com a impossibilidade. O amor pode atrapalhar o sexo. Já o contrário não acontece. Existe amor sem sexo, claro, mas nunca gozam juntos. Amor é propriedade. sexo é posse. Amor é a casa; sexo é invasão de domicílio. Amor é o sonho por um romântico latifúndio; já o sexo é o MST. O amor é mais narcisista, mesmo quando fala em “doação”. Sexo é mais democrático, mesmo vivendo no egoísmo. Amor e sexo são como a palavra farmakon em grego: remédio e veneno. Amor pode ser veneno ou remédio. Sexo também – tudo dependendo das posições adotadas.
Amor é um texto. Sexo é um esporte. Amor não exige a presença do “outro”; o sexo, no mínimo, precisa de uma “mãozinha”. Certos amores nem precisam de parceiro; florescem até mas sozinhos, na solidão e na loucura. Sexo, não – é mais realista. Nesse sentido, amor é uma busca de ilusão. Sexo é uma bruta vontade de verdade. Amor muitas vezes é uma masturbação. Sexo, não. O amor vem de dentro, o sexo vem de fora, o amor vem de nós e demora. O sexo vem dos outros e vai embora. Amor é bossa nova; sexo é carnaval.
Não somos vítimas do amor, só do sexo. “O sexo é uma selva de epiléticos” ou “O amor, se não for eterno, não era amor” (Nelson Rodrigues). O amor inventou a alma, a eternidade, a linguagem, a moral. O sexo inventou a moral também do lado de fora de sua jaula, onde ele ruge. O amor tem algo de ridículo, de patético, principalmente nas grandes paixões. O sexo é mais quieto, como um caubói – quando acaba a valentia, ele vem e come. Eles dizem: “Faça amor, não faça a guerra”. Sexo quer guerra. O ódio mata o amor, mas o ódio pode acender o sexo. Amor é egoísta; sexo é altruísta. O amor quer superar a morte. No sexo, a morte está ali, nas bocas... O amor fala muito. O sexo grita, geme, ruge, mas não se explica. O sexo sempre existiu – das cavernas do paraíso até as saunas relax for men. Por outro lado, o amor foi inventado pelos poetas provinciais do século XII e, depois, revitalizado pelo cinema americano da direita cristã. Amor é literatura. Sexo é cinema. Amor é prosa; sexo é poesia. Amor é mulher; sexo é homem – o casamento perfeito é do travesti consigo mesmo. O amor domado protege a produção. Sexo selvagem é uma ameaça ao bom funcionamento do mercado. Por isso, a única maneira de controla-lo é programa-lo, como faz a indústria das sacanagens. O mercado programa nossas fantasias.
Não há saunas relax para o amor. No entanto, em todo bordel, FINGE-SE UM “AMORZINHO” PARA INICIAR. O amor está virando um “hors-d’oeuvre” para o sexo. O amor busca uma certa “grandeza”. O sexo sonha com as partes baixas. O PERIGO DO SEXO É QUE VOCÊ PODE SE APAIXONAR. O PERIGO DO AMOR É VIRAR AMIZADE. Com camisinha, há sexo seguro, MAS NÃO HÁ CAMISINHA PARA O AMOR. O amor sonha com a pureza. Sexo precisa do pecado. Amor é o sonho dos solteiros. Sexo, o sonho dos casados. Sexo precisa da novidade, da surpresa. “O grande amor só se sente no ciúme” (Proust). O grande sexo sente-se como uma tomada de poder. Amor é de direita. Sexo, de esquerda (ou não, dependendo do momento político. Atualmente, sexo é de direita. Nos anos 60, era o contrário. Sexo era revolucionário e o amor era careta). E por aí vamos. Sexo e amor tentam mesmo é nos afastar da morte. Ou não; sei lá... e-mails de quem souber para o autor.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Se desprender do PASSADO, é necessário.


"Viver no passado é uma ocupação tola e solitária; olhar para trás tensiona os músculos do pescoço, e faz com que você se encontre com pessoas que não estão no seu caminho!"

Cultivar o bem sempre.


"Que eu possa também abrir espaço pra cultivar a todo instante as sementes do bem e da felicidade de quem não importa quem seja ou do mal que tenha feito para mim. Que a vida me ensine a amar cada vez mais, de um jeito mais leve. Que o respeito comigo mesma seja sempre obedecido com a paz de quem está se encontrando e se conhecendo com um coração maior. Um encontro com a vontade de paz e o desejo de viver".

"Nunca soube a cor exata de seus olhos. Quando os via muito de perto, minha única preocupação era observar o movimento dos pontinhos dourados no fundo das pupilas."

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

FELICIDADE requer ESFORÇO.


Convenhamos que desilusão gera mais assunto. Afinal todos estamos no mesmo barco, e passando por isso.
Se você não é um sortudo acolhido pelo amor recíproco , me entende perfeitamente.
Mas já devo avisar-lhes que esse não é um texto sobre desilusão, nem sobre sofrimento, e muito menos sobre pé na bunda.
Não. Sobre isso já escrevi demais, e tenho certeza que ainda escreverei, afinal isso faz parte da natureza humana: apaixonar-se, desiludir-se, e todas essas fases que vivemos do início cheio de grandes esperanças até o fim dolorido com desejos de "nunca mais".
Mas tenho pensado que às vezes sofremos mais do que deveríamos por puro masoquismo.
Afinal as pessoas não são difíceis de se ler. Elas dão sinais claros do que estão sentindo. Se estão mesmo interessadas, aparecem vários sinais claros. E se não estão, lá vem os sinais de novo gritar para nós.
E o que a maioria das pessoas prefere fazer? Sim, isso mesmo tapar os ouvidos, e fechar os olhos, afinal sofrer é mais facil pois é resignação.
Você não precisa esforçar-se para sofrer.
Mas a felicidade meu bem, requer esforço. Sim.
E nem todo mundo está preparado para lidar com isso.
Ser feliz requer escolhas e nem sempre essas escolhas são facéis. É você escolher a si mesma, ao invés de uma história vivida pela metade com alguém que só a vive uma vez por semana, em horários alternativos.
Requer você aprendendo a ser feliz consigo mesma e com a sua vida nesse momento.
Tem quem acredite que a felicidade está em ter um amor. Mas às vezes, a felicidade não está em ter alguém na sua vida, e sim aceitar a sua condição atual.
É você aceitar que há outras pessoas no mundo querendo te fazer feliz, como seus amigos, sua família, e as pessoas que você ainda irá conhecer.
Dá pra entender?
Ser feliz hoje pra mim é parar de focar em coisas e pessoas que não cabem mais na história, e aprender a dar valor as que devem e querem continuar.
Uma hora você precisa aceitar que tem coisas que chegam apenas para ensinar, e não para permanecer.
Seja esperto, aprenda com elas e
siga em frente.
Não se apegue tempo demais a certas situações ou pessoas que já deveriam ter sido deixadas, isso só nos machuca. Não é facil abrir mão do que queremos que fique pra sempre. Mas se não conseguir liberta-se não será feliz de verdade.
O esforço vale a pena. Garanto.
O meu conselho de hoje é:
Descubra o que está te prendendo e arrume um jeito de resolver isso. Ás vezes doi, mas passa, e depois que passa você abre espaço para a felicidade entrar e trazer com ela tudo aquilo que você realmente precisa.

E ai? Vai ficar ai se lamentando ou vai tomar uma atitude para virar o jogo?
A vida te espera, seja gentil e vá ao encontro dela.

Ele achava que sempre tinha alguém correndo atrás de mim e que quando eu não estava com ele, provalvemente estaria fazendo outro cara rir das minhas histórias sem pé nem cabeça e das minhas teorias furadas.
Na cabeça dele meu celular tocava mais que 319 em dia de derrota do corinthians, e sempre ficava na dúvida se o cara que eu estava conversando era apenas um amigo, ou um ex-caso.
Pra ele eu conhecia as pessoas mais legais, as melhores festas, e os melhores bares num raio de 100 km. Sempre me dizia: "Poxa, como você achou esse lugar? Só você mesmo, só você mesmo"
Talvez essa tenha sido a frase mais falada por ele em todo o tempo que ficamos juntos. "Só você mesmo."
Era assim com as músicas que eu mostrava pra ele, o filmes que o fazia assistir, os livros, as situações, parecia que eu apresentava a ele um mundo novo. "Por onde será que ele tem andando?" - Eu me perguntava admirada.
Ele me olhava e via a mulher-maravilha, capaz de fazer e ser tudo o que quisesse. E eu, até hoje queria me ver um pouquinho mais do jeito tão encantado que ele via. E é claro que eu nunca entendi. Quando eu estava sendo chata, ele dizia que adorava o fato de eu ser tão eu em todo o tempo. Toda essa gentileza me confundia.
Eu até comecei a me achar mais legal, mais divertida, mais livre. Foi com ele que aprendi a amar ser quem eu sou, afinal tantas tentativas incansaveis de agradar a outras pessoas só me desagradava, e ele sabia então ele me ensinou o equilíbrio em tudo isso.
Entendi enfim essa magia de gente que parece tão feliz e confortável no próprio corpo, é a liberdade de ser que nos faz esbanjar luz por todos os lugares.
Quando íamos as festas dos amigos dele, eu o via me olhando de longe, enquanto eu ria alto, e falava sem parar. Um olhar de admiração. Todos os dias antes de dormir, eu peço para ter mais um dia com ele.
Algumas pessoas devem se encontrar só para se perder.
Mas graças a ele, hoje eu sou a minha mulher-maravilha, e acredito ser e poder ser tudo. Se alguem um dia conseguiu ver isso em mim, deve ser porque lá no fundo eu sou mesmo um pouco disso.

Eu te amo, meu tesouro.

Limpei meu coração, fiz dele um lar pra você entrar. Fiz de mim uma nova mulher, disposta a buscar a felicidade a todo instante para te presentear. E encher seu rosto de sorrisos todos os dias. E fazer do meu colo teu leito, todas as noites. Seu abrigo, e minha alegria.

No meio da noite, no meio da rua, num abraço apertado eu disse
- Eu te amo de verdade.
Pra mim essa frase era ilusória, nem sempre acreditei que as pessoas sabiam o que significava quando estavam dizendo, nem sempre acreditei nos "eu te amo" que eu já escutei.
Mas hoje eu vejo nós. E tanta coisa que já passamos juntos. Eu já te adorei, já te odiei, já te irritei, e já me irritei com você, mas no decorrer do dia é a única pessoa que consegue alterar meu humor, que consegue me tirar sorriso e ânimo nos dias de crise. E é o unico que me faz voltar e querer ficar quando todos os outros só me fazem sair correndo.
É como se você tivesse encontrado a minha fórmula mágica, a linha tênue entre me fazer vibrar, e saltar de alegria, ao invés de planejar uma fuga rápida por medo do que vem depois.
Porque com você eu não reconheço o medo, ele não existe mais. Já doeu tudo que havia de doer com você, já experimentamos o gosto mais amargo. Agora o que bate a porta ao te ver é o doce. A vontade de sair no domingo a tarde e sentir o vento nos cabelos, o sol na pele a música da gente nos ouvidos.
É só o que quero de você agora, seus braços em volta de mim, mesmo que não seja nada além disso. Um abraço sem jeito no final do dia, com gosto de quinta-feira.
Quero ouvir suas histórias e te contar as minhas, saber que tem alguém no mundo que me faz acordar sorrindo e cantando, mesmo que lá fora o mundo esteja explodindo.
E aguentar sem me desesperar todo tipo de panaca que chega até mim, só para te contar e rir disso depois.
E já não ligo para o que vem depois, ou se é que vem algo. Com você só penso no agora. No já. E se amanhã não for nada disso, eu vou te perdoar de novo, e pedir seu colo de novo, e te doar o meu de novo.
Você conquistou um tipo de amor em mim totalmente despreocupado, e enfim tenho paz. Paz no coração sabendo que não há nada a ser esperado, muito menos desesperado. Nesse mundo de gente que não sabe o que quer, eu só quero exatamente isso que a gente tem, sem rotular, sem pensar, só sentir.

domingo, 23 de janeiro de 2011





"Tudo começou, estranho e sem querer
Não sabia que iria tão longe com você
Impossível imaginar nossa história assim
Aconteceu e hoje sou feliz sim."









"Era o verão. Era aquela vontade incontrolável de sair e sentir o corpo se encharcar de vitamina D. Era a época da curtição, da pegação, de festas e de ir dormir de manhã. Mas algo estava diferente. Eu não estava programando me envolver, muito menos me apaixonar. Mas não tive como resistir ao beijo, ao calor que emanava do corpo dele, ao olhar que me deixou imune a qualquer outra pessoa e presa - somente - a ele.
Já estávamos ligados. E com ele experimentei um sentimento, talvez até o melhor de todos, pois é o que faz tudo dar certo: Reciprocidade.
Eu o amo e o quero sempre comigo, e eu sinto que ele quer o mesmo, me quer também. Com ele, provei que a distância não atrapalha em nada quando se ama de verdade. Seu amor pode estar na China e você aqui, mas isso não impede que vocês fiquem juntos. Com ele sinto a paz e o amor que nunca tive. O amor que me faz acordar e ir dormir todo dia.
O que torna meus dias mais felizes.
Estou sentindo uma sensação que nunca tinha sentido anteriormente - e mulher tem sexto, sétimo, oitavo sentido [...] - Sinto que dessa vez vai ser diferente. Vai dar certo. Temos tudo o que duas pessoas precisam pra ser felizes. E queremos que dê certo. Precisamos disso. Obrigada pelo bem que tens me feito. Me trouxestes de volta a vida.
Lhe amo".

Antes céu do que terra, antes ação que espera. Antes extremista que em cima do muro, antes tudo claro que submergir escuro. Antes fogo que água, antes tudo que nada. Antes sensível que petrificada, antes sentimental que mal amada. Antes louca que coisa pouca. Antes inconstante que acomodada, antes adiantada à atrasada. Antes ansiosa que desestimulada. Antes sincera que dissimulada. Antes quente e letrista que fria e calculista. Antes mandona, que submissa. Antes prolixa, que calada. Antes impulsiva, que indiferente. Antes opinião à complacência, antes emoção que ciência. Antes na fossa que enrolada, antes amor e mais nada. Antes vento que ventania, antes bom senso à ironia. Antes respeito à admiração, antes charme à beleza; antes cama, à mesa. Antes sorriso à desagrado, antes um beijo e abraço apertado. Antes seletiva que influente. Antes ferina que fugaz, antes pra frente que pra trás. Antes sensível que apática, antes sensata que trágica. Antes insône que adormecida, antes fera que ferida. Antes ingênua a cética, antes arte à estética. Antes detalhes à generalização, antes voz que violão. Antes intuição à lógica, antes tequila à vodka. Antes flor que fruto, antes terno que bruto. Antes originalidade que imitação, antes liberdade à segregação. Antes simplicidade à complicação, antes mergulho que superficialidade; antes afago que maldade. Antes contos de fada que terror, antes paixão e agora amor. Antes selvageria que delicadeza, antes alegria e de repente, tristeza. Antes timidez que euforia, antes sozinha que maioria. Antes sol que mormaço, antes inteiro que pedaço. Antes coragem a medo e sinceridade que segredo. Antes tentativa que imaginação, antes harmonia à frustração. Antes dramática que glacial, antes imperfeita que artificial. Antes lembrança que memória, antes enredo que história. Antes companhia que solidão, antes sim e nunca não. Antes afetos, que fatos; antes ao vivo que retrato. Antes viagem que sumiço, antes por que e depois por isso. Antes energia que sedentarismo, antes vôo que abismo. Antes o mundo que o país, antes alguns sonhos, que refiz. Antes eu, depois você.

A invejosa dissimulda ¬¬


Ela está sempre lá. Esperando para dar o bote a qualquer momento. Um deslize da mocinha e a cobra cascavel está pronta para atacar a presa. Ele não dá - e nunca deu - bola pra ela, enquanto todos os outros caem aos seus pés. Ela não gosta dele. Só entrou de cabeça - fingindo possuir algum sentimento, o que tenho minhas dúvidas que possa vir algum dia a ter por alguém além dela mesma - para massagear o seu ego. Você deve estar com uma puta vontade de saber por que ele nunca a olhou com outros olhos, e aqui vai a verdade: porque ele não é só um cara. Ele, ao contrário de todos os outros, a vê como ela realmente é. Uma pessoa insegura, que precisa a todo tempo que alguém a elogie para que ela possa sentir-se bem e confiante. Detrás de toda aquela maquiagem, confiança, roupas bonitas, cabelo loiro e olhos verdes, há uma pessoa bem diferente do que realmente parece ser.
Ela não é verdadeira em nada, sobretudo em seus sentimentos, se é que ela os possui... Sua aparência é tão verdadeira quanto uma nota de 3 reais.
Cabelos ligeiramente tingidos sorriso de cobra armando o bote. Acostumada a ser a rainha do colégio, não acostuma-se a ser rejeitada, coitada. Faz de tudo pra conseguir o que quer. Mas o que ela quer, já tem dona. Uma mulher de verdade, real. Não idealizada como ela. Uma mulher que sabe o que quer e conquista, sem usar de artifícios obscuros para conseguir o que almeja. Essa sim, merece estar ao lado dele, não é a toa que está. Ela o entende, quando mais ninguém o faz. Enquanto a invejosa, só tem olhos pra si mesma.
E essa é a diferença: A mocinha o tem beleza própria. Quanto a invejosa.. Bom, a beleza dela se restringe a superficialidade.

Texto dedicado a todas as Invejosas que vivem correndo atrás dos nossos namorados.. Coitadas!

Yasmin Pípolos.

Como é bom o bem que ele me faz.


Ele senta perto de mim e segura minha mão. Não sei ao certo se pra mostrar carinho, abrigo, atenção ou companhia. Mas ele é assim: sempre perto, sempre ao lado. Na frente, só se for pra proteger. Atrás só se for pra ser guiado. E, por que não, vice-versa? Ele se manifesta em todos os sentidos, em todos os momentos, em todas as escolhas importantes e óbvias. Mostra aquilo que eu demoro pra perceber, por ser distraída demais, esquecida demais, teimosa demais.
Acorda com um sorriso de dá inveja. Toca meus cabelos e sussurra ao meu ouvido. Entra embaixo do meu lençol e se embola comigo por mais 10 minutos. Beija como se o mundo fosse acabar no próximo segundo. Toma um banho demorado e canta desajeitado, de um jeito que só ele sabe rimar, de um jeito que só eu sei apreciar. Sai de casa sempre atrasado, porque tem a mania de me memorizar de manhã. Diz que é pra dá sorte. E eu acredito.
Liga ao meio-dia e diz que está pensando em mim (o que me faz pensar o resto do dia nele). Conhece cada marca do meu corpo (e da minha alma), cada medo, cada sonho, cada sorriso, cada sobrancelha levantada. Rouba rosa do jardim do vizinho e me entrega como se fosse segredo, pecado e redenção. Tira meu sono de todas as maneiras que um homem pode tirar o sono, a roupa e o coração de uma mulher. E tem o melhor cheiro do mundo... Cheiro de abrigo, de saudade, de regaço, de metade que faltava...
E quando a gente se ama, ele me deixa ser quem eu quiser inventar... E faz do nosso quarto o melhor lugar do planeta pra se morar, transforma a janela em varanda (com vista pro mar), deixa o mundo inteiro trancado do outro lado da porta... A filosofia, o caos e o agito dessa vida podem esperar. A gente não traça roteiro nem chama convidados. É o nosso momento infinito em um mundo tão limitado.
Descansa em meu peito, beija meu pescoço e pergunta se me faz feliz (e o corpo todo se arrepia e responde por mim).
E eu agradeço a Deus que colocou ele em minha vida... Como é bom o bem que ele me faz...
Ele fala sobre tudo que agrada a gente, escuta minhas novidades atrasadas, não transforma meu vício por internet em polêmica, percebe quando preciso de silêncio dentro de mim e entende cada grito de revolta que deixo escapar. A gente segue assim: par na valsa da vida... Por que a gente não se encaixa no mundo, só na gente mesmo. Ele é namorado, amigo, amante, apaixonado. Aquela fôrma que Deus usou só uma vez e jogou no mato. Ele é a certeza de um dia recompensado. Ele é a recompensa...

Viver...viver... um eterno aprendizado.

''O tempo, de vento em vento, desmanchou o penteado arrumadinho de várias certezas que eu tinha, e algumas vezes descabelou completamente a minha alma. Mesmo que isso tenha me assustado muito aqui e ali, no somatório de tudo, foi graça, alívio e abertura. A gente não precisa de certezas estáticas. A gente precisa é aprender a manha de saber se reinventar. De se tornar manhã novíssima depois de cada longa noite escura. De duvidar até acreditar com o coração isento das crenças alheias. A gente precisa é saber criar espaço, não importa o tamanho dos apertos. A gente precisa é de um olhar fresco, que não envelhece, apesar de tudo o que já viu. É de um amor que não enruga, apesar das memórias todas na pele da alma. A gente precisa é deixar de ser sobrevivente para, finalmente, viver.
A gente precisa mesmo é aprender a ser feliz.''

Pensar bem para viver bem.


Se você quer mudar sua vida e a qualidade do seu dia-a-dia, comece mudando seus pensamentos. Tudo se inicia na mente, pois a realidade reproduz o que você foca no mundo. O que percebemos depende do que pensamos. Se quiser experimentar o melhor, pense no melhor.

[Jael Coaracy]

Imagine a mente como resultado de interações de energia que contém informações produzidas pelo pensamento.

Pense então nos neurônios que através das sinapses cerebrais respondem ao padrão de pensamento dominante e geram estados de consciência. Observe que esses estados de consciência, por sua vez, estabelecem freqüências vibratórias específicas, produzindo outros pensamentos situados dentro da mesma faixa vibratória.

Assim como uma estação de rádio que transmite num determinado comprimento de onda, os pensamentos atraem outros pensamentos que vibram na mesma freqüência.

Por isso, aquilo que você pensa determina a sua saúde física, emocional, mental e espiritual. Como num jogo mágico de espelhos que devolve à superfície aquilo que está dentro de você.

Invisíveis aos olhos físicos, os pensamentos se irradiam e se juntam às correntes de pensamentos da mesma natureza, aumentando sua força, seja para o bem ou para o mal.

Somos responsáveis por nossos pensamentos.

Você pode influir no modo como seu cérebro processa informações, escolhendo o tipo de insumos com que alimenta a sua mente e assim, influenciando o funcionamento dos neurônios que acionam o sistema nervoso e liberam seus recursos internos.

Com um simples pensamento você pode ativar certas áreas no cérebro ligadas à emoções específicas.

Se tem esse poder, por que não usá-lo a seu favor?

Não fazer isso é mais ou menos o mesmo do que possuir tesouros incontáveis e viver na pobreza, mendigando pelo mundo, enquanto suas riquezas permanecem trancadas.

O pensamento é um instrumento poderoso que oferece a oportunidade de viver a vida com que você sonha. Não se trata de acreditar ou não, uma vez que é possível comprovar com a própria experiência o seu poder criador.

Para criar a vida que deseja é preciso máxima atenção em relação àquilo que você pensa.

Texto protegido pela lei de Direitos Autorais, extraído do livro "Vai dar certo - atitudes de alto impacto para mudar sua vida" Ed. Best Seller.É proibida sua reprodução, em parte ou no todo, sem autorização expressa da autora.

Uma bela história de 'amor'.


“Que você acredite que não me deve nada simplesmente porque os amores mais puros não entendem dívida, nem mágoa, nem arrependimento. Então, que não se arrependa. Da gente. Do que fomos. De tudo o que vivemos. Que você me guarde na memória, mais do que nas fotos. Que termine com a sensação de ter me degustado por completo, mas como quem sai da mesa antes da sobremesa: com a impressão que poderia ter se fartado um pouco mais. E que, até o último dia da sua vida, você espalhe delicadamente a nossa história, para poucos ouvintes, como se ela tivesse sido a mais bela história de amor da sua vida. E que uma parte de você acredite que ela foi, de fato, a mais bela história de amor da sua vida.”